quinta-feira, 1 de julho de 2010

Ai, ai, ai meu Alecrim...


O bairro comercial (e ainda residencial) do Alecrim sempre me impressionou pela quantidade de pessoas que por ali transitam diariamente, pessoas de todos os níveis sociais (ou você nunca comprou um tênis "similar" ou um presentinho baratinho - que rima inteligente! - lá, hein, patricinha??).
Poderíamos comparar o Alecrim a um bairro chinês, ou coreano, pois há muitos deles aqui.Um vai e vem frenético, um calor humano e desumano intenso, principalmente em datas festivas e mais ainda no interior do Camelódromo!Mas que é bom, isso é! É só ver o preço daquela mesma roupa que você compraria nas boutiques chiques dos shoppings - sabe, aquele que você não anda...desfila? - sendo estampada nos magazines do meu e seu - porque não sou egoísta! - Alecrim, com um precinho camarada, quase comunista mesmo, que nem lembrará mais que voltará para casa cheia, ou cheio, de pacotes em um ônibus geralmente lotado, com os pés calejados, mas, com a sensação de vitória! Afinal, deu para todo mundo, corrigindo, deu para comprar para todo mundo.
Uma coisa me preocupa, aliás, duas, ou seja, três...não, melhor não quantificar. Então, que seja apenas uma e meia: o trânsito de veículos e onde estacionar. Pelo amor de Deus, prefeitura, coloque pelo menos uns "amarelinhos" - é assim como são chamados carinhosamente (senão eles nos multam!) os nossos queridos agentes de trânsito municipais - no Alecrim! Se for pedir muito, coloque pelo menos um na Avenida 10 (ainda não sei o atual nome)! É só para ele ensinar aos motoristas que não se deve estacionar em fila dupla, nem junto aos canteiros centrais, que o pedestre tem prioridade de passagem - para estes faltam faixas de pedestres -, que a placa de "Pare" é para parar mesmo...ah, e antes que eu esqueça, se não quiser colocar um semáforo no cruzamento com a Avenida 3 (que eu também não sei o nome atual) manda o "amarelinho" para lá. Mas advirto logo! ele pode dar um nó nos braços e não desatar mais.
E, finalmente, porque eu, como você, corrigindo novamente, eu igual a você tenho que fazer as minhas comprinhas por lá e se ficar blogando aqui acabo perdendo o meu ônibus, vou-me já (eita finalzinho...)!
Bye, bye, byeeee...!

Um comentário:

Fiquem à vontade para opinar, criticar, sugerir...